MALVADINHA

MALVADINHA
VIVENDO E APRENDENDO.

quinta-feira, 6 de junho de 2013

DICA LEGAL.

DICAS DE USO DO MEL PURO OU MISTURADO A CANELA OU A BABOSA "ALOÉ VERA"
Conforme pudemos constatar em nossa matéria sobre o mel, trata-se de um alimento que não se estraga, rico em vitaminas, além de um antibiótico natural com inúmeras propriedades nutricionais e terapêuticas. Observar que o mel puro açucara, em virtude da separação da frutose e da glicose, para retornar ao aspecto normal basta colocar em banho maria. Quanto mais escuro o mel mais teor possui de sais minerais.
Incluímos nessa matéria não somente às dicas de uso do mel puro, mais também misturado a canela, a babosa, (“aloé vera”), e também uma receita caseira com cebola e alho, esses componentes adicionais contribuem para transformar o mel em um remédio superpoderoso, por agregar propriedades medicinais e terapêuticas de grande valor, consulte em nosso site matérias específicas sobre o alho, a cebola, a canela e a babosa.
Uso do mel puro
A recomendação de especialistas é o uso de uma colher de sopa ao dia, e também como substituto do açúcar em chás, frutas, vitaminas, e outros. Observando regularmente esse procedimento você estará usufruindo todos os benefícios do mel como alimento e remédio natural, importante não esquecer que o mel não deve ser tomado por crianças com idade inferior a três anos, devido o perigo da doença do botulismo infantil, sendo contra indicado também para diabéticos. Maior detalhe leia na íntegra nossa matéria sobre o mel.
Uso do mel com cebola e alho
Receita Caseira “Desentope Veias” (resultados confirmados)
Ingredientes: 5 cabeças de alho roxo - tamanho médio
3 cebolas médias – roxa
500ml de mel puro
Modo de fazer: Descascar o alho e a cebola. Cortar a cebola em rodelas. Colocar tudo no liquidificador bater bem.
Dividir em pequenos vidros de boca larga para facilitar o manuseio. Mexa toda vez que usar.
Dose: 1colher de chá três vezes ao dia antes das refeições
Indicações: desentope as veias, gripe, resfriado, varizes, ponte de safena, e tudo o que se refere ao aparelho circulatório.
Uso do mel com canela
A canela adicionada ao mel cura a maior parte das doenças e transforma-se num poderoso remédio como veremos a seguir:
1) Pegue a canela em pó adicione o mel forme uma pasta homogênea, use-a no pão em substituição à manteiga ou a geléia, seu uso regular desentope as artérias, reduzindo o colesterol evita ataque cardíaco e problemas coronários, melhora a respiração e fortalece as batidas do coração.
2) Para combater a artrite tomar diariamente, pela manhã e a noite uma xícara de água quente com duas colheres de mel e uma colher de chá de pó de canela.
3) Para o colesterol use uma colher de sopa de mel e três colheres de chá de canela adicionadas ao chá de sua preferência.
4) Infecções da bexiga: Tome dissolvido em um copo, com água morna uma colher de chá de mel adicionada de duas colheres de sopa de pó de canela.
5) Mordeduras de insetos: Faça uma pasta com duas partes de água morna, mais uma colher de chá de canela em pó, massageie o local picado lentamente e a dor cederá.
6) Sistema imunológico: Com o uso freqüente do mel com a canela o organismo torna-se mais resistente sendo imunizado contra uma série de doenças virais.
7) Calvície: Aplicar sobre o cabelo uma pasta feita com uma colher de sopa de mel, uma colher de chá de canela e azeite quente, aguardar de 5 a 10 minutos e lavar o cabelo normalmente.
8) Dor de dentes: Três vezes ao dia, aplicar sobre o dente dolorido uma pasta feita com uma colher de chá de pó de canela e cinco colheres de chá de mel.
9) Resfriados: Deve-se tomar durante três dias uma colher de sopa com mel morno com uma colher de sopa de pó de canela, cura também a tosse crônica.
10) Distúrbios estomacais: Como gases, flatulência, digestão difícil, gastrites e úlceras, deve ser tomados o mel com o pó de canela, na proporção de uma colher de sopa de cada componente adicionado e diluído em meio copo de água, após as refeições exceto nos casos de digestão difícil que deve ser tomado antes.
11) Receita de longevidade: Misture quatro colheres de sopa de mel com uma colher de sopa de pó de canela, adicione três xícaras de água quente e aguarde até formar o chá, beba durante o dia dividindo em quatro partes iguais. Esse chá deixa a pele com maior frescor e suavidade ao mesmo tempo em que lhe dará mais energia para as atribuições rotineiras, tornando-o (a) mais saudável e com maior disposição em todos os aspectos da vida. Seu uso constante e rotineiro elimina totalmente a fadiga proveniente do envelhecimento e revigora o organismo de uma forma geral.
12) Câncer: Como preventivo e também curativo tomar diariamente três vezes ao dia a pasta de mel composta por uma colher de sopa de mel e uma colher de chá do pó da canela. Seu uso deve ser contínuo após trinta dias já se verá os efeitos benéficos.
O mel com a canela atuam em todo o organismo curando ainda inúmeras patologias aqui não mencionadas, mas com a freqüência do uso, certamente agirá na sua vida de maneira abrangente.
Uso do mel com a babosa (Aloé Vera)

 Uma verdadeira maravilha da natureza a planta aloé conhecida entre nós brasileiros como babosa, tem sua ação benéfica no organismo como um todo, considerada como um suplemento alimentar, reforça o sistema imunológico, age como preventivo e regenerador de inúmeras doenças, atua com sucesso na eliminação do cansaço crônico, depressão, desintoxicação geral do organismo, afecções do fígado, doenças estomacais, hipertensão, impotência sexual, insônia, memória fraca, próstata, queimaduras, estresse, úlceras, herpes, cancro e inúmeras outras patologias.
Receita universal da babosa com o mel
Colher três folhas de babosa grandes (aloé vera) logo ao amanhecer, lave-as bem e retire as pontas espinhosas das laterais, corte em pedaços e bata no liquidificador, com ½ litro de mel puro e uma colher de sopa de aguardente ou algum outro destilado, coar, guardar em vidro esterilizado e bem fechado. Tanto o mel como o destilado serve para liberar os princípios ativos da planta. Tomar três colheres de sopa ao dia.
DICAS DE USO DA MAÇÃ

1) Coma uma maçã por dia, deve ser escolhida as de cascas brilhantes e mais vermelhas, sem machucaduras.
2) Antes do uso deixe-as no hipoclorito de sódio por dez minutos, para eliminar resíduos de agrotóxicos, após lave-as uma a uma detalhadamente em água corrente, seque-as bem em um pano limpo em seguida está pronta para uso, se guardar na geladeira sua durabilidade se estende por até 30 dias se as frutas estiverem bem firmes, sem perder suas propriedades.
3) Se não tiver gastrite ou úlceras, coma a maçã com as cascas para aproveitar os sais minerais, vitaminas e princípios ativos existente.
4) Pode ser saboreada também como sucos, tortas, rocamboles e bolos de preferência naturais, evitando–se o uso do açúcar branco e da farinha branca.
5) Evite os sucos industrializados, por conter conservantes químicos, use o suco natural o mais concentrado possível.
6) Para eliminar a tosse, rouquidão, afonia use 200 g de mel de abelhas corte três maçãs em partes leve ao fogo por 10 minutos até formar calda. Após esfriar consumir comendo os pedaços da fruta com a calda. No caso da afonia consumir a calda ainda morna. Pode ser usada também para prevenir as crises de asma, e no tratamento da broncopneumonia.
7) Para a cura da faringite fazer refeições exclusivas com maçã três vezes por semana. .
8) Usar o suco de maçã para a cura da frieira lavando as partes afetadas com o suco da fruta diluído em água.
9) Assim como a faringite a maçã cura também as infecções de garganta fazendo gargarejos mornos várias vezes ao dia adicionando-se mel.
10) Para assegurar um sono tranqüilo e relaxante tome chá de casca de maça com o mel trinta minutos antes de dormir.
11) Se você atender as recomendações do item 1 de nossas dicas, certamente estará protegido contra uma infinidade de doenças, portanto faça da maçã seu alimento diário e com certeza contribuirá muitíssimo para a preservação de sua saúde proporcionando-lhe longevidade de vida.

DICAS DE USO DO ALHO
1) Alho ingerido cru, picado ou misturado à salada com azeite puro é excelente para anemia e facilita a formação de glóbulos vermelhos.
2) Para quem sofre com bílis e boca amarga pela manhã tomar um dente de alho em ½ copo com água adicionado de limão, funciona também como antiinflamatório dos brônquios é ótimo para todo o sistema respiratório.
3) No verão elimina-se rapidamente a sede usando o suco de alho misturado com água.
4) Macerado o alho cru com tomate, na forma de salada, combate o reumatismo, a gota e a diabete.
5) Contra a sarna usa-lo frito com mel e manteiga e aplica-lo no local.
6) Pode ser usado como condimento, funciona para a tuberculose e catarros infecciosos, ajudam também na maturação de furúnculos e espinhas da pele.
7) Seu efeito é potencializado quando usado triturado ou cortado, frito ou quente reduz seus princípios ativos e conseqüentemente seus benefícios.
8) Utilize também o alho juntamente com o azeite puro de oliva em saladas, tem efeitos maravilhosos sobre o organismo como um todo.
9) Pode ser usado adicionando-se 2 dentes de alho em suco, juntamente com cenoura, salsão, beterraba, ou maça triturados em centrífuga.
10)Como se faz a “tintura de alho” e seu uso: descascam-se diversos dentes de alho a critério, fazem-se dois cortes em cada um e coloca-se numa garrafa de álcool de arroz ou cereais de forma a cobrir todo o alho. . Deixa-se em repouso em lugar escuro de15 a 30 dias, agitando-se diariamente. Após o prazo filtra-se e está pronto para uso. Toma-se de 15 a 20 gotas misturadas a água durante 3 vezes ao dia, antes das principais refeições.

11)Cuidado com o uso exagerado, pode ocasionar dores de cabeça, desconforto estomacal, rins, cólicas, vômitos, diarréias, tontura, mau-hálito e irritações gástricas. Pessoas com pressão baixa podem ter seu quadro agravado.

12)Quando for adquirir o alho observe as seguintes características: Tenha a certeza de ser fresco, suas cabeças devem estar perfeitas e firmes, os dentes rijos ao toque, não compre alho fofo ou com manchas escuras na casca, guarde sempre a temperatura ambiente e jamais na geladeira.
DICAS DE USO DA CEBOLA1) O caldo da cebola fervido e com mel, é eficaz contra resfriados, gripes, tosse, bronquite e asma. Depura o sangue, desintoxica o fígado e aumenta a diurese.
2) Aplicando-se a cebola crua sobre o nariz elimina as hemorragias nasais.
3) Como suco atua sobre as picadas de insetos, abelhas, vespas e insetos em geral, contra caspa e queda de cabelos.
4) Frita ou assada ajuda a dissolver coágulos sanguíneos, é um excelente preventivo do enfarto.
5) Em saladas com limão e azeite é ótima contra inchaços, problemas de pele, garganta, ossos, intestino e reumatismo em geral.
6) Como xarope misturado ao açúcar mascavo e cortada em rodelas, após ficar em infusão durante doze horas, toma-se em colheradas várias vezes ao dia, cura a tosse, gripes, resfriados provocando um bem estar geral do organismo.
7) Como cataplasma aplicar sobre furúnculos elimina as impurezas.
8) Macerada juntamente com o mel cura asma e bronquite, cólicas, mau-hálito, urticária, coriza, tosse entre outras patologias.
9) Diante do exposto fica claro, que o uso regular da cebola contribui em muito para uma vida mais saudável sendo um excelente preventivo contra inúmeras enfermidades.
DICAS DE USO DO LIMÃO
1) O tratamento de cura através do limão conforme descreveremos a seguir: age como um imunizador do organismo contra uma série de doenças combatendo os radicais livres, gerando maior resistência orgânica como um todo.

2) Tome de preferência em jejum o suco de um limão e vá aumentando diariamente até chegar ao décimo, em seguida vá reduzindo um ao dia até chegar a zero.
3) Observar que durante o período de tratamento podem surgir dores articulares, urticária ou outros sintomas que devem ser interpretados como uma ação eficaz de cura produzida pelo organismo, à medida que o limão vai atuando ao longo dos dias desaparecem.
4) Deve-se ser persistente no tratamento mesmo que no início seja difícil a sua ingestão.

5) É aconselhável tomar o suco do limão através de um canudinho para evitar que prejudique o esmalte dos dentes.

6) O tratamento pode ser repetido a cada seis meses para manter seu organismo sempre resistente às doenças, o limão é indicado para mais de 100 doenças, veja descrição em nossa matéria específica.

7) Usos específicos do limão: Para combater às lombrigas nas crianças usa-se a casca do limão ralada com açúcar.

8) Pode-se usar também as sementes do limão como vermífugo cozinhando um punhado de sementes trituradas e cozidas ao leite. Toma-se em jejum com açúcar é excelente para expelir os vermes.
9) Pode ser usado externamente como desinfetante de chagas e irritações, eliminando as bactérias.

10)Em casos de envenenamento por narcóticos o limão é eficaz para eliminar os efeitos da droga.

11) Pessoas que sofrem de enjôos no mar, nos ônibus, ou em aviões, obtém grande alívio colocando na boca, rodelas de limão ou apenas cheirando o limão inteiro.

12) O suco de limão usado três vezes ao dia adicionado de um pouco de sal ou bicarbonato de cálcio, promove ótimos resultados no tratamento dos diabetes

13) A utilização da limonada é benéfica ao fígado e suas afecções, usa-se também o suco do limão no combate à enxaqueca originada por perturbações digestivas, de preferência adicionada a alguma bebida quente.

14) Para infecções da garganta acompanhada de rouquidão, usa-se um limão tostado ao forno, observando-se para não romper a casca para que não saia o suco. Apos tostado adiciona-se açúcar com o suco do limão quente para formar um xarope pode-se usar também o mel misturado pois combate a tosse. Tomar de ½ em ½ hora até sarar.
Ainda para rouquidão pode-se usar o suco do limão batido com uma clara de ovo. De ½ em ½ hora toma-se uma colher de chá.

Ramo de Oliveira com Azeitonas
DICAS DE USO DA OLIVEIRA

Os cientistas, com base nos estudos efectuados sobre folhas petrificadas, concluíram que a oliveira possui uma história de 60 mil anos, em que a realidade se confunde com a lenda. Conhecida dos assírios e babilónios, teria sido apresentada no Egipto pela deusa Isis e na Grécia por Minerva. Os hebreus já a conheceriam desde o tempo de Adão. Mas, fosse qual fosse a sua origem, sempre foi um símbolo de paz, fecundidade, força e purificação.
A “Olea europaea L.”, ou a sua variedade selvagem “sylvestris” (zambujeiro), é claramente oriunda da bacia mediterrânica, dando-se em solos alcalinos e soalheiros com clima idêntico ao da citada região. Abro um parêntesis para recordar que, na última viagem à Madeira, fui encontrar em Câmara de Lobos, várias oliveiras muito viçosas. Logo indaguei se davam azeitonas. Responderam-me que serviam apenas como espécie ornamental, pois jamais frutificavam.
Creio que não vale a pena descrever, em pormenor, as características botânicas desta árvore milenária, pois toda a gente a conhece com o seu tronco acinzentado e as suas folhas coriáceas, lanceoladas e verde-claras. Também todos conhecem as azeitonas que começam por ser verdes e gradualmente vão escurecendo. E até “vão à mesa do rei”!
Pondo de parte os aspectos culturais, sociais, etnográficos, mitológicos, religiosos, históricos e económicos da oliveira que, só por si, dariam para elaborar volumosos tratados, iremos deter-nos, apenas e resumidamente, nos atributos da área da saúde, já que se trata de uma planta medicinal das mais preciosas, embora, por vezes, seja injustamente subavaliada.
Comecemos pela casca que é adstringente e febrífuga. Usa-se o seu cozimento na proporção de 50g para um litro de água.
As folhas são vasodilatadoras e diuréticas, sendo adequadas para o reumatismo, a gota, a arteriosclerose, a diabetes e sobretudo, a hipertensão arterial. Fervem-se lentamente 200g de folhas num litro de água, até reduzir o líquido para metade do seu volume inicial.
O azeite deve ser tomado em jejum (duas colheres de sopa) como laxativo, ou usado em clisteres evacuadores (50cl para um litro de água, adicionado duma substância emulsionante). Para queimaduras, é eficaz a aplicação de uma mistura de duas colheres de azeite com uma clara de ovo bem batida.
Da dieta mediterrânica em que o azeite é ingrediente central, também não iremos falar, dada, felizmente, a sua actual divulgação, mas valerá a pena referir os benefícios deste salutar óleo vegetal para atenuar conhecidas enfermidades. Problemas cardíacos – Está comprovado que o azeite reduz o nível das gorduras de baixa densidade, ou seja o “mau colesterol”, aumentando o teor das gorduras proteicas de alta densidade – o “colesterol bom”. Desta maneira, evita a formação de gordura nas artérias e reduz os riscos de enfartes de miocárdio.
Úlceras – O azeite não irrita o estômago, reduz os líquidos gástricos e ajuda na cura das úlceras.
Pele – O azeite contém vitaminas B e E e provitamina A, protegendo a pele das radiações solares nocivas e das queimaduras.
Sistema nervoso – A clorofila existente no azeite contribui para o aumento das células e reforça o metabolismo e o dinamismo do sangue.
Cancro – O consumo regular de azeite reduz até 25% as probabilidades de cancro na mama, segundo estudos da conceituada universidade americana de Harvard.
Velhice – As substâncias antioxidantes contidas no azeite protegem as células do cérebro e ajudam a envelhecer bem.
Bílis – O azeite contribui para o bom funcionamento da bílis.
Ossos – O azeite tonifica o esqueleto e o desenvolvimento dos ossos. É particularmente importante para a prevenção da osteoporose e para o fortalecimento da estrutura óssea das crianças.
Pâncreas – O azeite activa o funcionamento do pâncreas, pelo que os diabéticos que o consomem, necessitam de menos insulina.
Finalmente, não devemos menosprezar o uso externo do azeite no fortalecimento das unhas, no alívio de pés cansados, no brilho e saúde capilar, na suavidade das mãos e da pele, nos preparados contra as rugas e em imensos tratamentos cosméticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário